O que fazer em Ribeauvillé, Alsácia

Estivemos em Ribeauvillé um dia depois de visitar Colmar e Eguisheim. Eu já tinha, portanto, me apaixonado pelos canais de uma e me encantado com a tranquilidade e delicadeza da outra. Como essa cidade medieval é uma das mais famosas da rota do vinho da Alsácia, a colocamos no segundo dia do roteiro, seguida de Riquewihr e Kayserberg. Conto então aqui o que fazer em Ribeauvillé, na Alsácia!

img_4410
Ruas de Ribeuvillé: bastante comércio e restaurantes

Como chegar em Ribeauvillé, Alsácia

Estávamos em um carro alugado pela RentalCars e o acesso foi bem fácil. Já na entrada da cidade tinha um grande estacionamento público com algumas vagas disponíveis. Para quem está de transporte público a chegada nessa village é um pouco complicada, pois não tem trem direto! Por isso, a recomendação é que alugue um carro se for ir a outros destinos além de Estrasburgo e Colmar.

O aeroporto mais próximo é o EuroAiport. Cidades como Mulhouse e Strasbourg estão perto e funcionam para um bate e volta, assim como Freiburg (Alemanha) e Basel (Suíça).

O que comer em Ribeauvillé

Como era 15h, tínhamos muita fome. Por conta do horário, entretanto, só estavam servindo a tarte flambée disponível. Também conhecida com flammekueche, esse prato parece uma pizza de massa fina e levemente folheada.

img_4419
D’Baecka Ota Stub foi o restaurante em que melhor fomos servidos na Alsácia. A recepção foi gentil e com muitos sorrisos

Comemos no D’Baecka Ota Stub, um restaurante e winstub (bar de vinho). Havia um combo a um preço bem acessível de 6,50 euros por uma torta mais uma taça de vinho. Foi o que pedimos! No fim, o prato estava muito melhor, mais recheada, quentinha e barata do que a que comemos em Colmar! No menu do restaurante, na hora do almoço, eles servem também aspargos brancos com presunto ou salmão (também bem típicos), além de cordeiro e outras opções locais.

O que ver em Ribeauvillé, Alsácia

A cidade está cercada por uma muralha do século XIII, é bem bonitinha e tem bastante restaurante e lojinha. O comércio, contudo, oferece itens que não são exatamente locais misturados com vinhos, taças (existe um modelo especial para degustar as bebidas da região) e iguarias. As casas têm uma decoração mais exagerada, muito cheia de adereços.

img_4413
A prefeitura de Ribeuvillé

Ribeuvillé é muito legal para quem não passou em nenhuma outra cidade da região porque para quem já tinha visto Colmar e Eguisheim, não tem tanta graça e se revela bem menos sofisticada, apesar do preço ser praticamente o mesmo. O número de turistas por metro quadrado também é bem mais elevado que as vizinhas.

img_4418
Os bares de vinho estavam bem movimentados

Onde se hospedar na Alsácia

Essa é uma dúvida que recebemos de muitos leitores! Por isso, queremos ajudar vocês e com o post com várias dicas de hospedagem para organizar a viagem.

Hôtel Régent Petite France & Spa. Foto: Booking
Hôtel Régent Petite France & Spa. Foto: Booking

Assim, se quiser conhecer a cidade, como nós, programe-se para dar uma rápida passadinha, pois a lista do que fazer em Ribeauvillé, Alsácia, não é extensa. Isso porque ela não é muito grande e em meia horinha está vista! Guarde as energias e o tempo para Colmar, Eguisheim, Riquewihr e Kayserberg! Essas sim valem mais tempo e bastante garfo para experimentar as delícias locais!

Confira também:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.