Os lindos mercados de Natal da Alsácia

A Alsácia, na França, tem uma longa tradição de Natal. Um dos fatos históricos é que o primeiro registro de um pinheiro de Natal foi na cidade de Sélestat. Famosa pela pâtisserie, essa região tem ainda o costume de fazer os bolos e biscoitos (bredalas) tradicionais dessa época que conhecemos de diversos filmes, fotos e lojas especializadas na temática. Contudo, é em seus mercados que encontramos a manifestação mais charmosa desse período.

Colmar e seus adornos fofos
Colmar e seus adornos fofos

Atraídos pelos marchés de Noel, milhares de turistas viajam para a Alsácia entre o final de novembro e o de dezembro. É nessa época que cidades como Colmar, Strasbourg – que se auto-denomina a capital do Natal -, Riquewihr e Kaysersberg ficam todas decoradas e ganham barraquinhas que vendem comidas típicas, bebidas quentes e itens de decoração. Não são só essas cidades que recebem os famosos mercados, mas também os encontramos, por exemplo, em Mulhouse, Eguisheim; além de Metz, capital do estado vizinho Lorraine, e na cidade suíça fronteiriça Basel. É, portanto, uma época bem especial para conhecer a região e vivenciar o clima natalino.

O presépio da catedral de Strasbourg
O presépio da catedral de Strasbourg

Eu nunca vi celebrações natalinas como aqui! É encantador. As decorações, adornadas pelas lindas villages; o sabor das comidas da época e a magia do Natal tornam a experiência muito especial.

A grande árvore de Strasbourg
A grande árvore de Strasbourg

Meu Natal alsaciano começou na cidade onde moro, em Mulhouse. O mercado não é o mais lindo, mas é onde melhor comi e bebi. A variedade é enorme e os pratos são mais regionais, possibilitando experimentar muitos sabores. É por isso que busquei ir ao menos duas vezes por semana, seja para experimentar um sabor diferente de bebida quente – tem vinhos tintos, brancos, rosés e temperados com diferentes especiarias, além de cerveja, cidra e sucos quentes – ou para um prato novo, desde a tradicional tarte flambée; os bem comuns em feirinhas crepes, gaufres e marrons quentes; além de batatas, sanduíches, choucroutes, salsichas, raclette com batata e bacon, entre outros.

O bom gosto da iluminação de Basel
O bom gosto da iluminação de Basel

Também estive em Basel, onde dois grandes mercados de Natal trazem objetos de decoração, vinho quente, raclette e salsichas. Lá o diferencial da decoração, na minha opinião, é a habilidade que têm de usar apenas luzinhas brancas e, com um adorno clean, tornar a noite lindíssima.

Natal até nos pequenos detalhes de Colmar
Natal até nos pequenos detalhes de Colmar

Minha terceira visita foi à famosa Colmar, capaz de deixar diversos trens lotadíssimos de visitantes. Eu já fiquei impressionada antes de chegar pela quantidade de pessoas no mesmo trem que eu. Ao entrar nas charmosas ruas, bichos de pelúcia, bonecos, estrelas e vários apetrechos mantinham o status do que eu chamo de cidade da Disney – além de inspirar o filme A Bela e a Fera, Colmar parece um cenário de desenho e dos famosos parques do criador do Mickey). Lá foi ótimo para comer doces, em especial, bolos e biscoitos, que estavam em maior variedade e mais baratos que em Strasbourg. Ao todo, são seis mercados espalhados pela village.

Humm... deliciosas racletes
Humm… deliciosas racletes

Por fim, meu último mercado de Natal foi em Strasbourg. Eu acho a cidade lindíssima e não queria deixar ela de fora desse roteiro. Algumas das ruas que saem da praça da catedral estavam especialmente adornadas e a Laffaeytte também estava bem bonita. Achei interessante mais para ver a cidade do que pelos mercados em si. Eles estavam mais caro, com comida mais comercial (até barracas de pratos da Noruega e Finlândia tinha!) e produtos à venda mais comuns. É certamente um passeio mais para ver a cidade decorada do que para curtir o mercado.

Detalhes de lojas de Strasbourg
Detalhes de lojas de Strasbourg

Pela dificuldade de acessar Riquewihr, Kaysersberg e Eguisheim em transporte público, acabei não indo a essas cidades, mas todos que conheço que foram amaram e me mostraram fotos bem bonitas!

A prefeitura de Basel decorada com muito bom gosto
A prefeitura de Basel decorada com muito bom gosto

Como o volume de turistas é muito grande, visitar as atrações locais nesse período fica um pouco desafiador, mas não é totalmente impossível se acordar cedo durante a viagem e tiver pique de encarar filas. Cabe destacar que, lógico, como as cidades são pequenas e a quantidade de visitantes é grande, os preços sobem bastante, por isso, não deixe de pesquisar e tentar planejar com antecedência.

E a minha querida Petite Venize de Colmar
E a minha querida Petite Venize de Colmar

Se não conhece a Alsácia e quer aproveitar para ir pela primeira vez nesse período, digo que tem muito mais para ver além dos mercados, por isso, não deixe de incluir outras atrações e fazer a rota do vinho. Estações de ski, visitas a cidades dos países vizinhos e outros inúmeros pontos podem ser incluídos no seu roteiro!

Aqui no Ultrapassando Fronteiras tem muito conteúdo sobre a região, as cidades e as atrações, pois moro nesse lindo pedacinho da França. Não deixe então de conferir o conteúdo do tópico Alsace/França e de ver os roteiros de 2, 4 e 7 dias que sugeri.