Onde se hospedar na Alsácia

Trazemos aqui para você opções divididas pelos melhores e mais charmosos destinos! Você encontrará hotéis, apartamentos e chalés, além de propostas com muita sofisticação e outras que são de imersão no ambiente local. Para todos os gostos e estilos de viagem!

Château d’Amboise: entre vinhos, jardins e a história de Leonardo Da Vinci

Amboise é uma cidade do Vale do Loire a 100km de Orléans, 30km de Blois e de Tours e 18km de Chenonceau. Hoje é uma pequena vila turística, mas já foi residência da corte real francesa no auge do Renascimento, época de Carlos VIII e François I. Inúmeros intelectuais e artistas se hospedaram no Château de Amboise a convite dos reis. Um deles foi Leonardo da Vinci, que lá faleceu. O artista está até hoje enterrado na capela do castelo.

Roteiro de viagem à Orlèans, capital do Vale do Loire

Orléans é uma cidade francesa a pouco mais de 100 km de Paris. Capital do Vale do Loire, é banhada pelo famoso rio que dá nome à região. Sua história nos faz lembrar de Joana D’Arc, que os libertou em 1429. Assim como Tours, Orléans é um dos pontos de base para a rota mais famosa de castelos do mundo!

Bate e volta a partir de Paris: Château de Rambouillet

O Château de Rambouillet é uma antiga residencial real. Foi também, entre 1896 a 2009, residência presidencial de verão. O castelo, situado na cidade que de mesmo nome, no sul dos Yevelines, está cercado por um belo parque de 100 hectares, no coração da Floreste de Rambouillet. Estive lá num dia de outono e pude passear no jardim e fazer a visita guiada!

15 motivos para ir à Alsácia

A Alsácia é a menor região da França e a que revela mais sabores e belezas por hectare. Esse lugarzinho nos proporciona grandes momentos para uma viagem, seja sozinho, com amigos, em um passeio romântico ou com crianças e família. Separamos aqui alguns motivos incríveis para que escolha esse destino para as próximas férias!

Rota do vinho da Alsácia: a exuberância dos brancos franceses

Os brancos aromáticos da Alsácia podem ser curtido na rota do vinho da região, formada por uma estrada estreita (uma mão vai e outra volta) que conecta as villages desse estado da França. Todos os meses do ano são lindos: na primavera, o verde desabrocha; no verão, as uvas estão no auge; no outono, as folhas ficam amarelinhas e a paisagem bem acolhedora; no inverno, as montanhas ao redor, cheias de neve, dão um toque especial.

Os lindos mercados de Natal da Alsácia

A Alsácia, na França, tem uma longa tradição de Natal, tanto por ser o local que criou o pinheiro de Natal, biscoitos e bolos quanto por ter mercados incríveis.

O que fazer em Limoges, capital da porcelana francesa

Limoges é a capital da porcelana. Todas aquelas peças maravilhosas francesas que vemos são feitas na região. Existem diversas lojinhas dedicadas a esse tema na cidade e é possível visitar as fábricas, bem como fazer cursos de cerâmica e pintura e porcelana. É ainda produtora de peças de cobre esmaltadas e de barris de madeira para Cognac.

Metz: a cidade das portas e canais que me encantaram

Metz foi abençoada por dois rios, o Moselle e o Seille. Assim como em Paris, ao ser atravessada pelos rios, divide-se em charmosas ilhas. Em alguns trechos formam-se canais, como vemos em cidades como Strasbourg, Colmar e Amsterdã. É possível então caminhar à beira de diversos canais e curtir vistas bem bonitas. O lugar que mais amei foi a Catedral Saint-Étienne. A nave dela é enorme, é um dos prédios góticos europeus mais altos.