Sagunto, Valencia: ruínas romanas e praias

Sagunto ou Sagunt (em valenciano) é uma cidade espanhola da Comunidade Valenciana. Situada a 40 minutinhos da capital Valencia, é conhecida por suas ruínas romanas que inspiraram cenários de filmes, bem como pelas praias. Conheci a cidade em bate e voltas de final de semana e contarei para vocês o que ver e fazer em Sagunto de Valencia, além das praias que valem visitar. Logicamente, o castelo e a cidadela de Sagunto, na Espanha, são itens fundamentais!

Porque ir à Sagunto, na Espanha

Quem acompanha o Ultrapassando Fronteiras sabe que sou apaixonada por castelos. Por isso, aqui já contei, inclusive, sobre alguns belos cenários de vistas de palácios, como o de Peníscola e Amboise. Mas, como vemos pela história de Sagunto, o castelo que está lá e é o principal ponto turístico e resultado de inúmeras invasões e passou por muitas modificações. Além disso, a cidadela foi queimada e destruída, assim como os elementos da paisagem que temos de lá.

Ruínas do castelo romano de Sagunto, na comunidade autônoma de Valencia, Espanha
As ruínas do castelo são a principal atração turística para ver em Sagunto, Valencia

Com isso, o que vemos na principal atração da cidade são ruínas de uma cidadela com inúmeras influências. É por essa razão que quero dizer antes de comentar o que ver e fazer em Sagunto de Valencia, na Espanha, que esse é um passeio para que estará mais tempo em Valencia.

Aliás, Sagunto de Valencia só faz sentido conhecer se você souber a história e tiver interesse no que passou por ali. Isso porque são ruínas de castelo, cercadas por arenas romanas, praias compridas, porto e uma judería, o que pode parecer um pouco comum nessa região. Contudo, do ponto de vista histórico, esse é um ponto emblemático.

Praia de Sagunto, Valencia, e os detalhes das flores
Fiquei encantada com as flores da entrada das praias de Sagunto, na Espanha

Existem outros top 10 bate e volta de Valencia. Sagunto é aquele com astral mais histórico, para viver mais o que passou por ali. E, eventualmente, complementar a história com uma prainha.

Para entender a história de Sagunto e da Cidadela

Antigamente chamada de Arse, na antiguidade ficou famosa pela invasão do cartaginês Aníbal em 219 a.C., por sua localização estratégica para as relações comerciais no Mediterrâneo. Na época, essa era uma cidade ligada à Roma. Com isso, esperava-se ajuda dos romanos, que nunca chegou, bem como o auxílio das comarcas vizinhas, o que não aconteceu.

As ruínas do castelo de Sagunto e o teatro romano
As ruínas do castelo de Sagunto e o teatro romano vistas do lado esquerdo do Castillo

Depois de meses de batalha, os locais, que não queriam ser escravizados, queimaram todo o povoado. Com isso, dizem que Aníbal se enfureceu com o que encontrou, pois precisava dos recursos que saquearia Sagunto para a invasão que planejava à Roma. A queda de Arse, rica em minérios e produtora de moedas, marcou a história porque foi o início da segunda guerra púnica entre Cartago e a república de Roma.

Reconstrução de Sagunto

Diante disso, a reconstrução do que viria a ser a nova Sagunto só ocorreu cinco anos depois, com o retorno de fato dos romanos e o repovoamento de aqueles que tinham sobrado por ali. É por essa razão que vemos símbolos árabes Como ocorreu com muitas regiões espanholas, no século VIII foi a vez dos árabes dominarem a região. É por essa razão que vemos símbolos árabes espalhados na cidadela de Sagunto.

Por fim, em 1239, o Jaime I, chamado de o conquistador, rei da Coroa de Aragón, foi quem assumiu a região. Na verdade, não foi o fim porque, durante a guerra de independencia espanhola, Sagunto foi tomada pelos franceses. 

O que ver no castelo de Sagunto

Ao lado esquerdo de quem entra, está a parte com o maior número de colunas e mais conservada. Foi a dica que nos deram logo no acesso ao castelo de Sagunto porque no dia que fomos estava um calor enorme. Ali, por ser um sítio arqueológico todo a céu livre, no verão, demanda chapéu, filtro solar e água!

A vista do castelo de Sagunto para o casco antiguo (centro) dessa cidade espanhola
A vista do castelo de Sagunto para o casco antiguo (centro) dessa cidade espanhola

Não achei a vista para o porto a mais interessante porque pra mim eles são um pouco batidos e sem glamour. Por isso, preferi olhar para o lado das montanhas, com o teatro romano e o restante das ruínas ao fundo. Não pagamos para entrar.

Teatro romano de Sagunto, Espanha

O passeio em Sagunto, na Espanha, pode começar pelo castelo ou pelo teatro romano, pois está logo abaixo e perto do estacionamento. Ele tem uma importância histórica por ter sido construído no ano 50 e declarado em 1896 como Monumento Nacional da Espanha. Com capacidad para 10 mil espectadores, está hoje reformado e é usado para espetáculos, festivais de cinema, entre outros. Também não pagamos para conhecer.

As arenas do teatro romano de Sagunto, na Comunidad Valenciana, na Espanha
O teatro romano de Sagunto é um dos pontos obrigatórios

Judería de Sagunto, Valencia

Sagunto da Espanha tem como destaque a importância de sua judería, situada na região da calle dels Antigons, perto do teatro romano. A sinagoga, no século XIV, estava na calle Vieja de la Sangre, e a porta de entrada, Portal de la juheria, hoje é o Portalet de la Sanch. Outro destaque cabe à calle de Segovia, com casas de judeus construídas na Idade Média.​

Casco Viejo de Sagunto

O centro antigo é um dos itens da lista do que ver e fazer em Sagunto, Valencia. Como nosso tempo era curto, passamos muito rápido por ali. Mas a cidade é bem bonitinha! Cabe destacar a Iglesia de Santa María, cuja torre podemos ver do castelo. Foi construída em cima da Mezquita Mayor de Murviedro em 1334 e finalizada em 1799, em estilo gótico. Infelizmente, um incêndio nos anos 1930 fez com que se perdesse diversas obras de arte.

o portal do Castelo de Sagunto de Valencia
Da parte do sítio arqueológico vemos o casco antiguo de Sagunto

Porto

Como comentei, os portos não são lugares que me atraem muito. Por isso, não fui a essa região. Mas, quem tiver interesse, ali está o Horno Alto nº 2, o último alto forno do período auge da siderurgia em Sagunto. A estrutura tem 64 metros e foi construída em 1922.

Entretanto, na região do porto, é onde estão alguns dos mais famosos restaurantes da cidade. Aliás, se você está por aqui, já deve saber que a Comunidade Autonoma de Valencia é terra dos arroces e da paella. Alguns deles são: Sarao, la Chispa, Mar Blau, Almeriz e La Lonja, segundo o blog Tripkay.

Praia de Sagunto com flores
As praias de Sagunto são todas floridas e bem cuidadas

Praias de Sagunto

Valencia é uma comunidade autônoma com belas praias. Sagunto, contudo, por ter o porto, não as deixa tão atraentes. A praia de Sagunto é urbana, de areia e comprida.

Mais para frente, você encontra a Canet de Berenguer, que é a continuação. Foi onde ficamos, mas ainda assim se vê o porto e é praião. É uma opção boa se você precisa de estrutura porque no calçadão estão diversos restaurantes.

Canet de Berenguer em Sagunto
Canet de Berenguer em Sagunto é uma opcão para quem busca infraestrutura

Depois vem Racó del Mar e, em Almardá (praia nudista), começa a ficar mais tranquilo e longe do porto. Por fim, temos a Corinto.

Gostou de saber o que fazer e ver em Sagunto? Como comentei, em Valencia tem uma série de outras opções melhores de day trips, dentre as quais gosto de destacar Peníscola, Javea (ou Xabia), Moraira, Calpe, Altea, Montañeros, Albufera e Xativa. E, se precisar alugar carro na Espanha, te dou todas as dicas!

O que fazer em Peníscola, Valencia
O castelo é sem dúvida um item obrigatório da lista do que ver em Peníscola

Você está em Valencia ou está indo para Valencia? Não deixe então de conferir:

Além disso, não deixe também de assinar o newsletter do Ultrapassando Fronteiras e de nos seguir no Instagram, no YouTube, no Facebook e no Pinterest. Porque moro em Valencia e sempre tem novidade aqui sobre vida e viagem na Europa!

O que você achou? Teria algum comentário?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.