Seguro para o Espaço de Schengen

Como fazer seguro viagem para o espaço de Schengen

O Tratado de Schengen ou Acordo de Schengen é um acordo entre países europeus relacionado à abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas. Aderiram a ele aproximadamente 30 países, incluindo todos os da União Europeia (exceto Irlanda e Reino Unido) e quatro países que não são membros da UE (Islândia, Noruega, Liechtenstein e Suíça). A área de livre circulação de pessoas resultante é denominada o Espaço Schengen.  E, para estrangeiros entrarem nele, é preciso ter um Seguro para o Espaço de Schengen.

Obrigatoriedade para entrar

A boa notícia é que brasileiros que viajarem a turismo por até 90 dias não precisam de visto para entrar no Espaço Schengen. Mas eles precisam de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros ou o equivalente em dólares para acidentes, doenças e repatriação. Esse seguro é que é conhecido como Seguro de Schengen e a apólice dele deve ser apresentada, caso solicitado, na imigração.

É por isso que esse seguro é fundamental. Você não pode deixar de ter! Se não levar, existe um risco de não permitirem sua entrada na região. Como contratar?

Países participantes

Primeiro confira a lista dos países do Território de Schengen e verifique se onde irá faz parte desse grupo de países:

Alemanha
Áustria
Bélgica
Dinamarca
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Estônia
Finlândia
França
Grécia
Holanda
Hungria
Islândia
Itália
Letônia
Lituânia
Listenstain
Luxemburgo
Malta
Noruega
Polônia
Portugal
República Checa
Suécia
Suíça

Documentos exigidos

Agora confira se tem todos os documentos exigidos, que são:

* Passaporte com validade superior a seis meses;
* Passagem de ida e volta com permanência de até 90 dias;
* Comprovante de hospedagem (hotel, aluguel de apartamento, etc);
* Comprovante de meios financeiros para manter-se durante a estada, como dinheiro e cartões (esse raramente é solicitado)

* E, por fim, o seguro.

Porque o Seguro para o Espaço de Schengen é obrigatório

O objetivo dessa regra do seguro é garantir que o turista possa pagar as eventuais despesas numa emergência, inclusive em caso de óbito. É por isso que o Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM), também conhecido como PB4, não atende a todas exigências, tendo em vista que só dá acesso à saúde pública.

Seguro do cartão de crédito: opção gratuita

Muitos seguros de cartão de crédito contam com essa cobertura, por isso, leia também meu post sobre seguros de cartão de crédito. Caso não tenha um cartão com esse serviço, algumas companhias seguradoras oferecem esse produto. Entre elas estão Assistcard, TravelAce, CORIS, Vitalcard, GTA e Affinity. Eu escolhi o Vitalcard, que trabalha com a Zurich, para o período de meu curso no exterior. Mas já usei bastante o seguro dos cartões Visa Platinum e Mastercard Black. Felizmente, só os acionei para mala extraviada e mala quebrada, além de cancelamento de viagem, que são coberturas adicionais que esses cartões e seguros de viagem oferecem.

Se quiser o usar o seguro de seu cartão, veja também meu post sobre seguro de cartão de crédito. Se sua estadia for mais longa ou quiser estudar no detalhe qual seguro contratar, o que recomendo fortemente, veja também meu post sobre como escolher um seguro saúde e de acidentes para estudar no exterior. E, se for à Itália ou à Portugal e quiser ter o Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM), também conhecido como PB4, não deixe de ler aqui sobre ele!

Leve o certificado do seguro

Não se esqueça de imprimir e levar o comprovante do seguro. Já soube de mais de uma pessoa que teve problemas na entrada do Território de Schengen por não ter levado esse documento impresso! Também fique com o telefone da central de atendimento para que, se passar por uma emergência, possa acionar.

Importante: mesmo que compre a passagem com um cartão que ofereça esse seguro, não esqueça de ligar para eles e pedir a apólice ou fazer a solicitação online, pois essa contratação não é automática.

Depois me conte qual escolheu e como foi a experiência! 🙂

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.