Bate e volta a partir de Paris: Château de Rambouillet

O Château de Rambouillet é uma antiga residência real. Foi também, entre 1896 a 2009, residência presidencial de verão. O castelo, situado na cidade que de mesmo nome, no sul dos Yevelines, está cercado por um belo parque de 100 hectares, no coração da Floreste de Rambouillet. Estive nesse palácio num dia de outono e pude passear no jardim e fazer a visita guiada!

IMG_1633
É essa a primeira vista que temos de Rambouillet ao entrar

O prédio já hospedou diversos presidentes estrangeiros em visita oficial, bem como foi local da primeira reunião do G6 Ao longo de quase sete séculos, ele passou por diversas reformas a pedido de reis, imperadores e presidentes. Seus altos e baixos estão intimamente ligados à História da França. O que mais me impressionou foi justamente a história do local, que é longa e comentarei de forma bem resumida…

IMG_1635
Gostei muito das trepadeiras no castelo. De um charme a mais!

O percurso começa em 1368, quando Jean Bernier, cavaleiro e conselheiro do rei, faz a primeira edificação que, em 1374, foi transformada em um castelo fortificado e repleto de fossos. Em 1374, o château é vendido à família d’Angennes, a qual fica com o castelo até o século XVII e anexa novas terras a ele no século XIV, o que o torna situado num bom território de caça, razão pela qual o rei François I e outros inúmeros governantes se interessam pelo lugar.

IMG_1636
O dia estava chuvoso, por isso, não foi bom para fotografar o jardim incrível

Louis-Alexandre de Bourbon, o conde de Toulouse e duque de Penthièvre, filho reconhecido de Luiz XIV e sua amante, compra o castelo no século XVIII e faz uma grande reforma, além de investimentos em jardins e esculturas. No período da Revolução Francesa, ele ficou abandonado e é Napoleão que volta a usá-lo, aliás, no caminho para o exílio, ele passa lá a noite de 29 de junho de 1815. De 1883 a 1896, foram os presidentes da República que o usaram e, a partir de então, se tornou um espaço de luxo para receber líderes estrangeiros.

IMG_1639
Um pouco mais dos detalhes

A visita guiada foi bem interessante, pois uma senhora contou inúmeros detalhes dessa história. O prédio, por mais que tenha passado nas últimas décadas por reformas, não me pareceu muito conservado. Talvez eu estivesse um pouco impactada com o Château de Chantilly, que eu tinha visto dias antes, e que está impecável.

IMG_1630
Fontes trazem um adorno a mais ao jardim

O que foi encantador foi andar pelos jardins. Era já outono, mas eles estavam ainda verdinhos, tão lindos… Ao sair de lá, ainda encontrei uma série de restaurantes. Então, se estiver pensando em ir, programe-se para visitar um pouco antes do almoço e aproveitar para caminhar no jardim depois de uma refeição maravilhosa…

IMG_1628
As primeiras folhas de outono estavam caindo

Quanto custa o tíquete para o Château de Rambouillet?

O valor do ingresso é de cerca de 9 euros. Ele também faz parte do Paris Musem Pass, um passe que inclui uma série de atrações. Mas lembre-se: esses passes são caros e é preciso fazer a conta com base nos lugares que você quer ir para ver se vale a pena comprar.

Como ir ao Château de Rambouillet?

Para chegar saindo de Paris, pegue um trem da estação Montparnasse até a estação Rambouillet. Você pode comprar o ingresso nas máquinas da SNCF (empresa de trens) dessa estação, pelo site da companhia ou no guichê de Montparnasse. O trajeto dura pouco mais de meia hora. É fácil de ir e  não compensa pagar as caras excursões que vão pra lá. Uma opção para quem está de carro é ir dirigindo até lá. São 50 km de distância e de automóvel também dá meia hora de Paris.

Quais são os horários de abertura do Château de Rambouillet?

O castelo fica aberto todos os dias da semana, exceto às terças-feiras. Fecha em 1o de janeiro, 1o de maio, 1o e 11 de novembro e 25 de dezembro. A visita guiada acontece às 11h15 e 15h30 e dura 45 minutos. Mais informações podem ser obtidas aqui.

Curte castelos? Quer conhecer mais algum perto de Paris? Confira então nossas publicações sobre Chantilly, VincennesVersalhes, Haut-Koeningsbourg e muito mais no tópico só sobre os castelos franceses! Temos também textos sobre castelos de outros países, como Heidelberg, na Alemanha!

Quer saber sobre bate e volta saindo de Paris? Aqui falamos também de lugares como Rouen e os jardins de Monet em Giverny. Dê uma navegada na editoria França para conferir! E continue acompanhando o Ultrapassando Fronteiras, pois amo castelos, moro na Europa e sempre tem novidades por aqui!

Confira também:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.