O que ver em Pompeia, Itália

O que ver em Pompeia, Itália

Você já ouviu falar na cidade que foi destruída pelo vulcão Vesúvio? Essa é Pompeia, situada perto de Nápoles e da Costa Amalfitana. Um município de 2 mil anos que ficou congelado por conta de uma tragédia: a erupção de um vulcão. A recriação das vítimas e da cidade é um dos motivos da fama desse destino turístico que é o maior sítio arqueológico do mundo! Aqui conto então um pouco da história, como chegar, o que ver em Pompeia, na Itália, e dou dicas práticas para a sua visita!

Assim como Roma e Atenas, Pompeia é um local que me lembra as aulas de História do Ensino Fundamental. Sempre tive, portanto, muita vontade de conhecê-la. Até que uma viagem para a Costa Amalfitana tornou possível passar uma tarde lá! Confira!

Uma visão geral do anfiteatro de Pompeia, Itália
Uma visão geral do anfiteatro de Pompeia, Itália

História de Pompeia

Situada a cerca de 20 quilômetros de Nápoles, essa foi uma cidade do Império Romano. Era uma cidade com todos os elementos tradicionais da época: bairro nobre, anfiteatro, termas, órgãos públicos, lavanderia…

Pompeia foi fundada por volta dos séculos VI e VII a.C. por um povo da Itália central, num local em que três rotas se uniam. Acredita-se que antes foi um ponto utilizado pelos marinheiros gregos e fenícios. Contudo, alguns elementos levam a crer que foi invadida ou habitada pelos etruscos.

Pompeia rendeu-se a Roma por volta de 80 a.C. e se tornou então uma colônia romana, o que a transformou em local de passagem de mercadorias que chegavam pelo mar.

Diversas colunas romanas ainda preservadas em Pompeia
Diversas colunas romanas ainda preservadas em Pompeia

Era o ano 70 depois de Cristo e vida seguia normal por lá até que o vulcão Vesúvio, que por 1500 anos estava inativo, infelizmente, entrou em erupção. Da população estimada em 11 mil pessoas, a maior parte dos moradores, entretanto, não fugiu, continuou em casa.

Primeiro veio um forte calor, seguido de uma fumaça e então uma chuva de pedras quentes. Estudos mostraram que a exposição ao calor de até 250 graus e a fumaça foram, portanto, responsáveis pela morte instantânea das pessoas. Os moradores foram cobertos por fragmentos de rocha expelidos.

O que aconteceu da erupção até tempos mais recentes

Pompeia ficou desconhecida por mais de 1600. Em 1748, por acaso, foi então reencontrada. Como as cinzas e a lama protegeram os resquícios antigos, o que foi encontrado foi uma cidade inteira, inclusive os corpos intactos dos moradores! Estava exatamente como no momento da erupção.

As tristes cenas de corpos petrificados. Até o cachorro de Pompeia virou pedra!
As tristes cenas de corpos petrificados. Até o cachorro de Pompeia virou pedra!

As escavações que se seguiram revelaram um sítio arqueológico apaixonante. Também apontaram que a região deve ter sido afetada mais de uma vez por eventos sísmicos, por volta dos séculos II e VI antes de Cristo. Lá podemos, portanto, acessar verdadeiramente como era a vida e a estrutura das cidades na época de Roma Antiga.

Hoje Pompeia é, por isso, considerada Patrimônio Mundial da Unesco, junto com a cidade próxima Herculano, também impactada pelo Vesúvio. É então um dos lugares mais visitados da Itália, com milhões de turistas por ano.

Como chegar à Pompeia, na Itália

Para chegar a Pompeia de transporte público pode ser um pouquinho complexo, pois de destinos tradicionais, como Roma, é preciso pegar mais de um trem. Se for sair da capital, é necessário comprar um tíquete da Trenitalia – a companhia de trens italiana – para Nápoles,  idealmente com ida e volta adquirida com antecedência, para baratear o custo.

As paisagens da Costa Amalfitana, na Itália
As paisagens da Costa Amalfitana, na Itália

Em Nápoles você poderá pegar o trem direto para Pompeii (Pompeia) na mesma estação. Certifique-se que adquiriu o bilhete no guichê oficial, pois Nápoles é cheia de malandrinhos querendo se aproveitar de turistas!

Nós estávamos de carro, saímos cedo da Calábria, passamos por Salerno, onde almoçamos, e paramos para passar a tarde em Pompeia. Foram 5 horas para chegar até lá, mas nosso trajeto não era nada corriqueiro.

Nosso destino final, como comentei, era a Costa Amalfitana. Se você também for para essa região de costeira, sugiro que viaje de carro, pela facilidade de deslocamento. Mas isso eu explico melhor no post específico sobre a Costa Amalfitana!

Nos arredores de Pompeia, belas montanhas
Nos arredores de Pompeia, belas montanhas

Se estiver de automóvel, contudo, dificilmente você encontrará um lugar para parar. Seguindo reto na avenida de entrada da cidade, você sairá numa rua onde estão vários estacionamentos. Para você ter uma referencia, saiu 3,50 euros a primeira hora e 2 euros a adicional. Os estacionamentos estão passando a entrada, na rua paralela à atração.

Como organizar a sua programação em Pompeia, Itália

Uma maneira de organizar a sua visita é dar uma boa navegada no site deles. Além disso, acho super bacana ir ao centro de visitantes e pedir informação, pois lá você encontrará um vídeo e um mapa explicativo das áreas do sítio arqueológico.

Um dado importante é que a cidade está organizada em áreas representadas por cores e números, por isso, fica fácil se localizar por mapas ou com o audioguia. Em alguns pontos da visita você se deparará com mapas sinalizando elas.

Podemos ver perfeitamente como eram as ruas e elas foram classificadas para melhor localização em Pompeia
Podemos ver perfeitamente como eram as ruas e elas foram classificadas para melhor localização em Pompeia

Como comprar os ingressos de Pompeia

Os ingressos podem ser adquiridos presencialmente ou pelo site. Existe uma fila separada para compras online, presenciais e grupos. Na hora que chegamos, contudo, só existia uma fila e um funcionário. Ficamos mais ou menos uns 15 minutos para retirar o ingresso, o que não achei muito para um feriado de Páscoa.

Por mais que as placas sinalizem diferentes preços por áreas e tempo de visita, a atendente nos informou que o preço era único para quem não é da Itália. Uma pena que no dia eu ainda não tinha obtido minha cidadania italiana! Pagamos então 15 euros pela visita.

É possível também pegar áudio guia, com um valor adicional, o que eu recomendo bastante caso tenha mais de três horas em Pompeia. Todos os pontos têm a sinalização do número do áudio guia, facilitando, portanto, o acompanhamentos dos fatos na rota oficial.

Destaques do que ver em Pompeia, Itália
Destaques do que ver em Pompeia, Itália

O que ver em Pompeia, Itália

O sítio arqueológico é enorme. É possível passar um dia todo lá. Já vi relatos de gente que passou cinco, três e até sete horas no local! Nosso tempo era curto, pois tínhamos horário para chegar no apartamento. Ficamos 1h30 e fiquei com muito gostinho de ver mais! Para você se organizar, dou destaques do que ver em Pompeia, Itália.

Pompeia é composta por duas ruas principais e via menores que as cortam. Ao redor delas estão diversas casas e prédios comuns e públicos. As maiores construções são então o Anfiteatro (abrigava cerca de 5 mil pessoas), o teatro Odeon – em formato de estádio, com 1,5 mil assentos – e o Quadriporticum.

Por mais que seja bem menor do que o Coliseu de Roma, o Anfiteatro é bem importante por ter sido construído por volta de 70 a.C., sendo o mais novo do período romano que se tem notícias. O de Roma foi construído só 100 anos depois.

Uma das atividades que mais gostei: ver as casas de Pompeia
Uma das atividades que mais gostei: ver as casas de Pompeia

O que mais gostei foi entrar nas casas. Elas estão divididas entre uma área mais nobre e uma região em que ficavam os escravos, com casas pequenas. A divisão de ambientes em uma boa parte delas está clara, inclusive, a área onde estavam as camas. Também é possível ver, em algumas, o piso, adereços e afrescos nas paredes. Aliás, tem muita arte nas residências!

Curiosidades e detalhes de Pompeia

O que achei bem curioso foi um local em que estão ilustrações sensuais. Parecia um kama sutra. Uma das suspeitas é que poderia ser um estabelecimento de prostituição. Aliás, alguns adereços de Pompeia são marcadamente fálicos. Outro local que achei bem especial foram as termas, pois vemos os banhos e alguns detalhes da decoração.

Kama Sutra marca presença em Pompeia. Seria um adereço decorativo de moradia?
Kama Sutra marca presença em Pompeia. Seria um adereço decorativo de moradia?

O que ver mais em Pompeia, Itália? Observe ainda as fontes, pois cidade tinha mais dezenas! Elas eram abastecidas por um impressionante aqueduto.

Agora o que mais acho impressionante e o que eu mais queria ver em Pompeia, Itália, por mais que seja meio mórbido, era o corpo das pessoas que ali moravam. Vemos o horror e a posição de sofrimento de homens, mulheres e até mesmo de um cachorro, um dos elementos mais famosos do sítio arqueológico.

Essa é uma das cenas mais impressionantes de Pompeia
Essa é uma das cenas mais impressionantes de Pompeia

Dizem que muitas pecas e corpos estão no museu de Nápoles, que ficou, portanto, na minha listinha para um dia conhecer. Mas você poderá conferir vasos e diversos utensílios em Pompeia também.

Uma das termas de Pompeia
Uma das termas de Pompeia

Durante seu passeio, não deixe de ver como a paisagem das montanhas e do vulcão modela Pompeia. A vista é também muito bela.

O conjunto da vila, a paisagem, as vítimas e a história me tocaram. Ainda hoje não acredito que finalmente tenha visto o lugar. Parece que era um sonho e não aconteceu de verdade.

De lá seguimos para a Costa Amalfitana! Confira então como foi!

Aproveito para convidar você para se inscrever em nosso mailing VIP para receber nossos newsletters, e-books e conteúdos exclusivos! Basta então preencher o formulário que está aqui. Não deixe de conferir também o perfil do Ultrapassando Fronteiras no Face, Insta e Pinterest!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.