A primeira EuroVelo a gente nunca esquece

Desde criança sou louca por bicicleta e, nos últimos anos, andava sonhando muito com uma viagem pela Europa só de bike. É, precisamos tomar cuidado com aquilo que desejamos. Eu não imaginava que ia ter um dia uma EuroVelo passando bem na porta da minha casa…

A EuroVelo é um conjunto de 15 ciclovias de longa distância. Elas conectam e unem todo o continente europeu. São usadas tanto por viajantes quanto por locais que fazem seus trajetos diários. E, aos finais de semana, se transformam em importantes áreas de lazer. Muitas áreas ainda estão em desenvolvimento e a meta é concluir todas as vias até 2020.

IMG_3890

Morei em Mulhouse, na Alsácia, em um lugar que era esquina com a EuroVelo6, a mais completa e melhor recapeada. Ela vai da França à Sérvia e é conhecida como aquela que vai do Atlântico ao Mar Negro. Esse trajeto abrange nada mais do que dez países e tem mais de 4 mil km! Além da abrangência e qualidade, ela margeia três dos principais rios europeus: Loire, Reno e Danúbio. Então imagina só o visual!

Um dos fatores mais interessantes da EuroVelo6 é que o trajeto percorre em regiões planas. São poucas as inclinações e elas são muito leves! Sabe o que é mais legal disso? Você vê gente de todas as idades nessa rota, de crianças muito pequenas a idosos.

IMG_3900

Outro dado curioso é que a Alsácia é a região que mais tem EuroVelo. Passa por aqui a 5, 6 e a 15. A rota 5 cruza com a 6 aqui em Mulhouse e a 15 passa não muito longe.

No meu primeiro trajeto, escolhi seguir só pela EuroVelo6 de Mulhouse em direção a Heidviller. Segui alguns quilômetros um pouco mais para a frente e depois voltei de bike.

IMG_3895

Saí com uma VeloCity, sistema público de bicicletas. Não é o ideal, pois as bikes só têm três marchas e em uma roda só e são ultra duras e pesadas. Mas o passei rolou! Ao todo, indo e voltando até o ponto de retirada do lado de casa, foram 30km.

Esse percurso passa, margeando do rio Rhône ao Rhin, por pequenas cidades super graciosas. Vemos casinhas, campos, pastos, montanhas, passamos literalmente no quintal de algumas pessoas… A paisagem é muito linda, bem bucólica. O trecho que achei mais bonito foi de Brunstatt a Zillisheim, justamente por serem aqueles em que as casinhas bem típicas da região estavam mais próximas da via.

As paisagens bucólicas no trajeto da ciclovia EuroVelo6
As paisagens bucólicas no trajeto da ciclovia EuroVelo6

A emoção de viver aquela paisagem, num dia de primavera com as arvores florescendo, emocionou-me muito: eu ria sozinha. A minha felicidade era tão grande de viver aquele momento que eu nem liguei nem um pouco para os ciclistas em suas ultra mega bikes do tipo speed que passavam rindo de eu estar ali com uma bicicleta de um sistema público. Eu andei no meu ritmo, do meu jeito e tudo estava lindo.

O passeio poderia ter durado duas horas, mas eu fiz render quatro. Parei em diversos pontos, tirei inúmeras fotos, sentei em banquinhos e fiz até piquenique com a comida que eu tinha levado na cestinha.

IMG_3862

É bacana que ao longo do trajeto você vê, ao de bancos e mesinhas, várias placas explicando especificidades da região: tipos de patos, borboletas, roedores, eclusas, além da história de determinadas áreas. Em outros pontos também se vê placas sinalizando desvios para rotas alternativas para visitação de áreas turísticas.

Quem quiser vir para cá, pode vir de bicicleta até de trem, pois a EuroVelo6 passa na porta da estação. Aqueles que quiserem seguir viagem até mais longe têm opção tanto de se hospedar em hotel quanto de ficar em um camping. Para comer dá para sentar em alguns restaurantes situados bem à beira da ciclovia!

IMG_3964

Cheguei em casa bem cansada da dificuldade que foi andar com aquele modelo de bicicleta e MUITO feliz! Depois experimentei novos trechos! Mas nenhum propiciou aquela sensação…

Roteiro de viagem de bicicleta na França EuroVelo 6

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.