Fallas de Valencia: a maior festa da Espanha!

Uma festa típica que é linda e inesquecível! Aliás, inesquecível e imperdível. Essas são as Fallas de San José, da cidade de Valencia, na Espanha. Trata-se de um evento longo, repleto de rituais, que dura mais de duas semanas. Ele começa duas semana antes com rojões, passa por montagem de grandes alegorias com bonecos satíricos (fallas), que têm objetivo de crítica social e serão expostos. Além disso, conta com fogos de artifício e desfiles e termina na queima das fallas.

O que são as Fallas de Valencia, Espanha

As fallas são grandes alegorias feitas originalmente de madeira, mas hoje são de papel machê e outros materiais. Elas ficam espalhadas pela cidade a partir da noite de 15 de março e são queimadas, como comentamos, no último dia da festa, o 19, que é o dia de San José. Assim, o trabalho dos artistas vira cinzas em alguns minutos. Como as fallas representam aquilo que não se quer, uma crítica, queimá-las significa então eliminar o que não é bom.

Fallas de Valencia
Minha falla favorita

Cabe destacar que falla também é a instituição de um bairro ou rua que realiza esse tipo de alegoria. Seria como uma escola de samba está para o carnaval brasileiro. Cada falla tem seu local sede físico, seus associados (falleros) que contribuem financeiramente para sua existência e organiza a sua falla, que seria como um carro alegórico. E as fallas enquanto alegoria são duas por grupo: as infantis (tamanho pequeno) e as de adulto (grandonas). Por fim, as fallas têm a falleira mayor (rainha da bateria), que é o grande destaque, e fazem o passa calle (desfile). Assim, as fallas de Valencia, na Espanha, podem ter diversos paralelos com o carnaval.

As Falleras
As falleras caminham pelas ruas

Por fim, fallas, em Valencia, na Espanha, têm o terceiro significado: a celebração ao dia de São José, que é o 19 de março. Como essa festa típica reúne uma série de práticas culturais, ela dura de 1o a 19 de março, sendo que de 15 ao último dia é o período mais importante!

Porque existe a festa das Fallas de Valencia, Espanha

As suas origens são incríveis e seculares. Como São José era carpinteiro e Valencia foi uma região moveleira, tudo começo com uma simples queima de restos das oficinas de carpintaria no dia 19 de março, que é a data do santo. O objetivo era então limpar as sobras para a chegada de outro período, como um novo ano. Mas, como essa é uma época de virada para a primavera, há uma pegada pagã na iniciativa, não é? O queimar algo que se não quer mais para início de uma coisa nova faz parte de diversas culturas, como dos celtas e até ocorre no evento do Burning Man!

Fallas de Valencia
A Falla Vencedora de 2018

Da madeira aos bonecos

Em vez de apenas queimar madeira, começaram a criar os bonecos satíricos. Assim, eles seriam queimados. E junto, portanto, o desejo que aquela coisa suma do próximo ano. E os bonecos, ao passar dos anos, foram evoluindo, tornando-se agora super esculturas artísticas! Aliás, hoje Valencia é um polo de arte e reúne diversos pintores, não à toa vemos tanta street art nas ruas de El Carmen.

Fallas são queimadas no dia de San José
Fallas são queimadas no dia de San José

Roupas e penteados

Como se trata de uma festa antiga, até hoje os falleros usam roupas típicas daquela época. São trajes de festa de seda (tecido antigamente produzido na cidade, sede da La Lonja) todos adornados. O preço dessas roupas simplesmente varia de 500 a 5 mil euros!

O penteado das mulheres conta com três coques, que é o look mais antigo que se tem notícia na Espanha: resultado de uma escultura de uma mulher pré-histórica encontrada em escavações. Trata-se da Dama de Elche, uma ibérica ilustrada em pedra entre os séculos V e IV antes de Cristo. Parece um pouco a princesa Lea e, para fazer esse penteado, elas pagam entre 60 e 100 euros.

A escultura mais antiga de uma mulher espanhola
A escultura mais antiga de uma mulher espanhola (ibérica)

Por fim, por se tratar de uma festividade religiosa que hoje aglutina inúmeros traços da cultura e história da região, há uma procissão das falleras até a Virgem na foto, onde elas levam flores e as transformam em um pedaço do manto da santa. Eu diria a brasileiros que é, portanto, um pouco do carnaval e de São João reunidos.

A Virgem de Valencia
A Virgem recebendo as flores na praça

Comidas típicas

Para rechear esse panorama cultural e torná-la mais parecida com a festa junina, nas Fallas de Valencia, Espanha, come-se doces típicos. Esses doces são umas rosquinhas (buñuelos) que se molha em chocolate quente e uns churros gigantes (porras). Só cuidado com a bebida quente, pois ela é à base de uma pasta de chocolate bem ruim. Você os encontrará em barraquinhas espalhadas pela cidade, por isso, não se preocupe que passará por vários!

Barraquinhas de bunuelos nas Fallas de Valencia, Espanha

Como é a festa das fallas de Valencia, Espanha

Com disse, nas ruas, barraquinhas com doces típicos. Diversas pessoas desfilando por suas fallas, como escolas de samba, em roupas típicas. Inúmeros bonecos pelas ruas e muita bebida e música. Ao redor, muito ruído de fogos de artifício, biribinhas e bombinhas (petardos) Essa é uma cena de Fallas de Valencia, na Espanha.

Quase todas as ruas são tomadas por essa celebração e fico feliz de poder ter conferido as milhares de manifestações por dois anos. E ainda termos conhecido a sede de uma falla e da falla vencedora do ano de 2018!

Las Fallas de Valencia
Entre as atrações estão show de luzes e fogos. A programação é bem recheada!

Crida

A festa se divide em datas marcantes. Em 1o de março é ocorre a crida, que marca o início das Fallas de Valencia, Espanha. Trata-se do anúncio, nas Torres de los Serranos, ao lado do prefeito, pela fallera mayor infantil e a adulta de que está aberta as fallas. Então ocorre um show de luzes nas torres e fogos de artifício. Ao final, aparece, como na foto, os dizeres em valenciano: ja esten en falles (já estamos nas fallas).

A crida das Torres de los Serranos marca o início das Fallas de Valencia Espanha
A crida das Torres de los Serranos marca o início das Fallas de Valencia Espanha

Mascletà

De 1 a 19 de março, às 14h, na Plaza del Ayuntamiento (praça da prefeitura), as fallas de Valencia, Espanha, são celebradas com várias mascletàs. Trata-se de uma sequência ruidosa de rojões com cor. Começa com a fallera mayor dizer ao pirotécnico: Senyor pirotécnic, pot començar la mascletà (senhor pirotécnico, pode começar a mascletá). Assim, seguem, de cinco a oito minutos, uma barulhada de rojões explodindo que estão disposto bem no centro da praça. Pode-se observá-los ou da lateral ou de cima dos rooftops da cidade. Há, ainda, as mascletàs noturnas, que ocorrem nos finais de semana, às 0h00.

Mascletà noturna é esperada por todos nas Fallas de Valencia, Espanha

Escolha importante: onde se hospedar

Para quem quer conferir, o ideal é procurar um hotel que fique longe das áreas de festa. Isso porque todos os dias são estourados rojões e, se você quiser dormir, eles podem incomodar. Conto sobre algumas opções de hotéis no texto onde se hospedar em Valencia.

Que tal essa piscina do Barceló com vista para a Cidade das Ciências? Foto: Booking
Que tal essa piscina do Barceló com vista para a Cidade das Ciências? Foto: Booking

Confira a programação oficial

Outra dica é pegar a programação completa nos sites oficiais, como o da prefeitura, e inclui nas suas atividades as queimas de fogos, o show de luzes, passar pelas fallas premiadas (a premiação normalmente ocorre no dia 16) e também nas ruas que estiverem com balada.

Os últimos dias do festival, de 15/16 a 19, são os mais interessantes. Eu tive a oportunidade de estar nas primeiras semanas e na final. Para otimizar a estadia, escolha o final e, em especial, o último final de semana!

Vista das fallas do Mirador del Ateneo
Vista das fallas do Mirador del Ateneo

Uma dica de ouro é você ir ao Ateneo View Point, um dos melhores rooftops da cidade. De lá você terá então uma vista incrível da festa e, especialmente, da mascletá!

Como ir à Valência

Valência tem um pequeno aeroporto com vôos para cidades espanholas como Madri, Sevilha e Barcelona, bem como vôos internacionais para Londres, Paris, Amsterdã e Frankfurt. Trens de Madri e Barcelona também passam por lá. Mas não recomendo fazer um bate e volta. Isso porque o grande negócio da festa é a noite e ela dura madrugada a dentro.

Onde comer em Valência

A cidade tem ótimos restaurantes e a bom preço, mas são todos super concorridos, principalmente nessa época. Não deixe de fazer reserva com antecedência para garantir o almoço e o jantar! Se quiser saber mais sobre Valência, veja aqui o texto específico sobre ela!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.