Burgos e a enorme catedral gótica

Programamos, em um feriado prolongado, uma viagem incrível a Rioja. Na noite anterior, estávamos com tudo planejado para sair de Valência quando tivemos uma surpresa: por um imprevisto de trabalho, era necessário passar em Madrid. Para otimizar o tempo, seis horas da matina saímos de casa.

O rio de Burgos e seu belo parque
O rio de Burgos e seu belo parque

Se, por um lado, nosso trajeto de carro aumentou entre duas e três horas e a viagem ficou beeem longa, ganhamos uma meia horinha de um café em Madrid. E, o desvio, nos presenteou ainda com um almoço em Burgos, cidade que estava já na nossa lista, mas nem imaginávamos conhecer naquele momento.

A beleza do conjunto arco e catedral de Burgos
A beleza do conjunto arco e catedral de Burgos

Burgos é uma cidade da comunidade autônoma de Castilla y León (Castela e Leão) que foi capital desse antigo reino. Está situada bem no meio da rota do vinho de Aranda del Duero e de Rioja, a duas horas e meia de Madrid. O destino é bastante conhecido por sua arquitetura medieval intacta, além da catedral gótica Santa-Maria, que é uma das maiores da Espanha. Essa cidade-fortaleza foi fundada em 884 e durante a Guerra Civil Espanhola foi sede do governo de Franco.

Detalhes da porta da cidade de Burgos
Detalhes da porta da cidade de Burgos

Paramos o carro na área perto dos muros do centro e, após atravessar o simpático rio, passamos pela famosa porta da cidade antiga, o Arco de Santa Maria. Lá estão esculpidas seis imagens que representam personalidades de Burgos. Somente essa entrada magnífica seria o suficiente para justificar a parada, mas atrás dela encontramos… ah! a catedral!

Como é enorme a catedral de Burgos!
Como é enorme a catedral de Burgos!

Seguramos a vontade de entrar e paramos para comer. Já era 15h e quase tudo estava fechando, então não conseguimos ter muitas opções de restaurantes. O que escolhemos era okay, por isso, nem vou falar muito dele, mas o que fizemos bem foi, entre um dos pratos, incluir a morcilla, uma linguiça que é bem típica da região!

Detalhes delicados da catedral de Burgos
Detalhes delicados da catedral de Burgos

Eu não me recordo de antes ter passado pelo impacto que o tamanho da igreja me propiciou. A grandiosidade me fez pensar o quanto os reis, chefes da igreja, exerciam poder sobre a vida da população, suas escolhas, pensamentos e atitudes. Esses monumentos tinham, na realidade, a função de demonstrar o poder e a força da igreja e da coroa.

Outros detalhes da catedral de Burgos
Outros detalhes da catedral de Burgos

Inspirada na Notre Dame, porém em dimensões bem maiores, a catedral é repleta de ornamentos e vitrais. Ela foi toda minuciosamente esculpida, com muita delicadeza e um pé direito altíssimo. As diversas capelas que se encontram lá dentro nos trazem a cada momento uma nova sensação visual.

Uma das capelas da Catedral de Burgos
Uma das capelas da Catedral de Burgos

Hoje, essa, que dizer ser a primeira catedral gótica da Espanha – mas também falam isso da Basílica de Ávila – é Patrimônio Mundial da Unesco. Foi nela que Fernando III e Beatriz de Suábia se casaram. Também encontramos lá o túmulo de Cid (Rodrigo Díaz de Vivar), famoso guerreiro do século XI que comandou pelos cristãos a reconquista de Valência.

Pelas ruas de Burgos
Pelas ruas de Burgos

Com tamanha catedral, Burgos é atravessada pelo Caminho de Santiago. Lá estão também as ruínas do Castillo de Burgos, situado em uma colina, de onde se tem uma bela vista da cidade. Como nosso tempo era curto e já estávamos cansados, andamos só na Plaza Mayor, demos umas voltinhas nas ruas da área central e paramos para tomar um café no lindo Café España, que super recomendo a visita por ser um estabelecimento antigo e com uma ambientação linda. É o café mais antigo de Burgos.

Já era então mais que hora de seguir para Rioja. Aguarde que em breve conto como foi também aqui no blog! E continue acompanhando porque sempre tem novos roteiros da Espanha aqui no Ultrapassando Fronteiras!