Metz: a cidade das portas e canais que me encantaram

Quando temos coisas para resolver em cidades que não conhecemos, o que vem depois dos afazeres? Turismo! Foi assim que conheci Metz, situada no nordeste da França , a 50 km de distância Luxemburgo e não muito longe da Bélgica e da Alemanha. Ela está na Lorena (Lorraine), que, como a Alsácia, já foi território alemão.

Metz e as lindas margens
Metz e as lindas margens

Metz foi abençoada por dois rios, o Moselle e o Seille. Assim como Paris, ao ser atravessada pelos rios, divide-se em charmosas ilhas. Em alguns trechos formam-se canais, como vemos em cidades como Strasbourg, Colmar e Amsterdã. É possível então caminhar à beira de diversos canais e curtir vistas bem bonitas. Eu aproveitei para andar por alguns deles! Era outono e a paisagem estava muito poética.

Outra bela margem de rio em Metz
Outra bela margem de rio em Metz

A cidade é beeeem antiga. Tem mais de 2 mil anos! Já foi celta, capital do reino franco da Austrásia, do Império carolíngeo, do Santo Império Romano-Germânico, do reinado francês e, no século XIX, foi anexada pelo Império Alemão. De tantas mudanças de impérios e reinados e com uma longa história,  Metz apresenta uma arquitetura bem diversa, da antiguidade à contemporaneidade, com heranças medievais e clássicas e influência francesa e alemã.

As sobreposições de épocas e estilos de Metz
As sobreposições de épocas e estilos de Metz

O que faz Metz hoje? Com seus pouco mais de 100 mil habitantes, é conhecida como a cidade da comunicação e das tecnologias da informação. Não à toa encontra-se por lá áreas novas, fora do Centro, em que a arquitetura é bem vanguardista. Um dos exemplos é o centro Pompidou-Metz, filial do famoso museu de arte parisiense para exposições temporárias e inaugurado em 2010. Ele está atrás da lindíssima estação central – aliás, eu nunca tinha visto tanto movimento e beleza em uma estação que atende uma cidade de só 100 mil habitantes. Ao redor dele, estão diversos prédios novos e um shopping  (uma raridade na França).

A linda estação central de Metz
A linda estação central de Metz

Não muito longe da estação está também o Museu de la Cour d’Or, que expõe objetos da época romana até ao Renascimento. Caminhar de lá até o centro é rapidinho, em 15 minutinhos chegamos numa área fechada para pedestres com inúmeras lojas e uma Lafayette e uma Printemps, famosas redes francesas.

Galerie Lafayette de Metz
Galerie Lafayette de Metz

Também vemos praças lindíssimas, amplas. É a cidade antiga que mais me deu a sensação de espaços abertos, diferente das ruas medievais apertadíssimas e escuras que se vê na maioria dos países europeus.

A linda place de la République de Metz
A linda place de la République de Metz

O ponto mais alto do centro é a colina de Sainte-Croix, onde o Seille e o Moselle se unem. Lá encontramos construções medievais, como casas e igrejas.

No alto da colina de Metz
No alto da colina de Metz

O lugar que mais amei foi a Catedral Saint-Étienne. A nave dela é enorme e é por isso que esse um dos prédios góticos europeus mais altos. Ela está em 10o lugar entre os mais elevados, depois construções religiosas de Beauvais, Vaticano, Milão, Bolonha, Barcelona, Palma de Mallorca, Colônia, Amiens e Sevilha. Ou seja, é a terceira maior igreja da França.

St. Étienne vista das ruas do Centro de Metz
St. Étienne vista das ruas do Centro de Metz

Os vitrais são magníficos e alguns deles são de Chagall. De vários pontos você verá a Saint-Étienne. Ver ela, de longe, é magnífico! De perto, nos surpreendemos com os vitrais e a iluminação natural perfeita para uma oração.

Dentro da St. Etienne de Metz
Dentro da St. Etienne de Metz

Bem em frente à Saint-Étienne está o Marché Couvert, o mercado central. Lá tem pães, especiarias, frutas, além de lugares pra comer. É um bom lugar para experimentar doces, tomar vinho e pedir a famosa quiche lorraine.

Marché Couvert de Metz
Marché Couvert de Metz

Na região da praça da République, onde está a Laffayete, fica o Palais de la Justice, Palais du Governeur e o Arsenal, onde acontecem espetáculos de dança e música. Também vemos a Chapelle des Trempliers. É uma região bem agradável para passear. Entre a última semana de novembro e o final de dezembro, instala-se nessa região uma graciosa feira de Natal tão legal quanto os marchés de Noel da Alsácia!

Um mês antes do Natal, como tradição em cidades da região, a praça da catedral recebe um mercado de Natal e uma roda-gigante
Um mês antes do Natal, como tradição em cidades da região, a praça da catedral recebe um mercado de Natal e uma roda-gigante

Outra característica de Metz que me impressionou muito foi a quantidade de portas da cidade que tem. Cada uma é de um jeito e foi construída em uma época e contexto diferente. Amei cada uma delas. A mais famosa é a Porte des Allemands, lindíssima, imponente. O conjunto de todas, contudo, é tão distinto, tão conservado. Eu consegui mesmo visualizar elas sendo utilizadas como portas da cidade em seus respectivos momentos! Acho que se tornaram as minhas favoritas, até mais que o Portão Bradenburgo, em Berlim.

Não é charmosa essa porta de Metz?
Não é charmosa essa porta de Metz?

Perto do Canal de Jouy (ótimo para caminhar), está o Jardim Botânico. Eu não cheguei a visitar por falta de tempo, mas dizem que é bem agradável passear lá. Voltei então à minha linda estação para pegar o meu trem até Strasbourg e de lá outro aqui para Mulhouse.

A cada rua de Metz, uma época, um estilo
A cada rua de Metz, uma época, um estilo

Eu não imaginava que ia curtir tanto Metz. Ela tem o número de habitantes de Mulhouse, onde moro, mas muito mais vida, mais marcas de história na arquitetura, mais atrações…

Despeço-me com o lindo outono de Metz
Despeço-me com o lindo outono de Metz

Como chegar?

De Paris, são 75 minutos em TGV.  De Luxemburgo, rapidinho se chega lá. De Strasbourg dá 1h30 em TER, trem regional. Outra cidade próxima é Nancy, a 60 km de lá. O aeroporto é o Metz-Nancy-Lorraine, a 30km da cidade.

Que saber mais? Confira nossos posts no Instagram! Siga @ultrapassandofronteiras.

Confira também:

Roteiro de viagem a Metz, Lorena, na França

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s