Quando me perdi e me encontrei nas ruas de Atenas à luz da Acrópolis

Uma cidade encantadora e um museu a céu aberto. Essa é Atenas, que se integrou a minha lista dos lugares que todo mundo deveria ter oportunidade de ir um dia na vida! Essa lista inclui cidades como Colmar, Paris, Brugges, MoscouGranada!

Na Acrópolis, olhando para as demais construções
Na Acrópolis, olhando para as demais construções

Como chegar em Atenas

Depois de uma deliciosa viagem na ilha de Corfu, também na Grécia, chegamos em Atenas de avião. Para quem quer ir direto do Brasil, é necessário voar até outra capital da região, pois não tem vôos diretos. Entre as opções estão Roma, Paris, Lisboa, Londres, entre outras. Os países do sul da Europa estão mais perto então são as melhores opções pelo tempo de vôos.

Para sair do aeroporto, pegamos o metrô (tíquete 10 euros) até a cidade. Entorno de 40 minutos, com uma única baldeação, chegamos pertinho do hotel. A facilidade de deslocamento e a clareza do metrô, mesmo numa língua estranha para nós, impressionou-me muito. É muito simples comprar o tíquete na máquina e se encontrar nas sinalizações, sem contar que todos os lugares turísticos são fáceis de acessar por meio desse meio de transporte.

img_7537
O inverso: olhando para o Parthenon

Fica a dica que o táxi do aeroporto só compensa se estiver em três ou quatro pessoas por carro. Para se deslocar na cidade, existe um passe de metrô válido por cinco dias que tem um ótimo valor e foi o que utilizamos para nos deslocar. Só depois das 23h30 (horário de fechamento das estações) ou quando um local ficava distante do metrô usamos táxi ou Uber (que gostamos bastante e sai uns 30% mais em conta que táxi).

Onde se hospedar em Atenas

Ficamos hospedados num apartamento, mas não era um Airbnb. Na Grécia isso é muito comum. Diversas empresas se especializam na locação de imóveis transformados em studio para curta estadia. Em boa parte das vezes eles são melhores que hotéis e o custo-benefício é ótimo. Pagamos, na altíssima temporada, pouco mais de 70 euros a diária para ficar numa boa região, ao lado do metrô e de restaurantes, num apartamento da Connection Apartaments que era bem moderninho, super reformado e decorado e com vista para uma praça. Estava tudo novinho! E eles ainda nos entregaram com algumas delicadezas como o frigobar recheado com água, vinho e refrigerante de graça. Nós estávamos em dois, mas ali era possível acomodar até quatro pessoas.

Antigas muralhas em Atenas
Antigas muralhas em Atenas

Por mais que a locação de studios seja muito comum na Grécia, não deixe de se certificar que o apartamento tenha frigobar/geladeira, cozinha equipada, esteja perto do metrô, tenha ar condicionado (lá é muito quente) e boas avaliações. Dessa forma, você pode evitar surpresas indesejadas na viagem!

O que comer em Atenas

Nossa primeira atividade em Atenas foi encontrar um local para almoçar. Comemos pratos locais num restaurante tradicional chamado Alexander le Great, situado perto do apartamento. Aliás, não tivemos qualquer problema para nos alimentar na Grécia. Adoramos a gastronomia de lá e os preços são ótimos. Quando ficamos em locais que não incluíam café da manhã, encontramos padarias bem transadas na região que servem ótimos salgados, doces, sucos e bebidas quentes. Elas são muito parecidas com o estilo das grandes padarias que temos nas principais cidades do Brasil. Mas fique tranquilo! Fiz um post só sobre a alimentação na Grécia, incluindo os pratos típicos e como escolher lugares para comer! Aguarde, será publicado terça que vem!

Prato no Alexander le Grand
Prato no Alexander le Great

Museus e sítios arqueológicos de Atenas

Depois de bem alimentados, partimos para desvendar a cidade! Além do combo do metrô, Atenas tem dois bons pacotes de atrações. Um dá acesso aos sítios arqueológicos, incluindo a Acropólis (custo de 30 euros, sendo que só a Acrópolis sai 20) e o outro aos museus (valor de 20 euros e um ótimo custo-benefício, pois só o museu nacional custa 10). Você pode comprar nos escritórios de turismo, o que ajuda ainda mais por evitar filas. Se não tivéssemos adquirido o combo dos sítios arqueológicos teríamos ficado uma hora na fila, num sol absurdo, só pra entrar na Acrópolis!

Ficamos ao todo quatro dias em Atenas e foi muito tranquilo visitar tudo com esse tempo. Acordamos tarde, passeamos com calma, comemos tranquilamente e marcamos jantares e HHs com amigos todos os dias.

Quando as flores adornam a história
Quando as flores adornam a história

Dos pontos turísticos pagos, visitamos a Acrópolis e o Parthenon (o mais imperdível de todos!) e o maravilhoso museu dedicado a ela (5 euros para entrar), onde estão as esculturas e adornos da construção. Também estivemos na Agora Antiga, um complexo com prédios antigos, na Agora Romana, Olympieion e o Arco de Adriano, além dos demais sítios arqueológicos do centro.

Só não conseguimos ir ao Observatório, que foi muito bem recomendado, mas fechava às segundas. Entrar nesses lugares propiciou uma viagem no tempo maravilhosa. Pena que estava muito quente, o que cansa mais na hora de passear. Por isso, não deixe de andar com uma garrafinha de água e, se der, opte por programar a viagem fora do verão.

O excelente Museu Acrópolis, em Atenas
O excelente Museu Acrópolis, em Atenas

Você perceberá que muitas esculturas e adereços não estão disponíveis nesses locais. Eles foram colocados nos museus para proteger dos efeitos do tempo, por isso, não deixe de ir a eles também! Além do Museu Acrópolis, que é um dos melhores estruturados que já fui na vida e com uma curadoria impecável, o Museu Arqueológico Nacional tem um belo acervo. O Cycladic é focado nas peças de períodos ainda mais antigos, mas não tivemos oportunidade de visitar. Já o Bizantino é focado no período que vai do século IV ao XV e tem também uma excelente curadoria. Visitar esses locais foi uma das melhores aulas de História da minha vida! Demos ainda uma esticadinha até o Centro Cultural Onassis, dedicado a exposições de arte contemporânea, mas ele ficará fechado todo o verão.

Museu Arqueológico Nacional
Museu Arqueológico Nacional

Uma das informações que mais me surpreendeu foi a quantidade de roubos a obras antigas que a Grécia passou. Inúmeras peças foram subtraídas e levadas a outros países, onde foram vendidas a particulares ou a museus. Esse é o caso das esculturas da Acrópolis e do Parthenon. Dizem que no mais famoso saque foram levadas mais de 200 esculturas e partes de monumentos. Algumas delas foram, nos últimos anos, recuperadas. Mas muitas, segundo afirmam, ainda são alvo de batalhas até hoje, incluindo peças que estão no British Museum.

Museu Bizantino, em Atenas
Museu Bizantino, em Atenas

Fora do Centro

Na região dos museus Bizantino, Cycladic, da Guerra, entre outros, está o Palácio e Jardins Zappeion. Entorno do parque você encontrará o antigo parlamento (Hellenic Parliament), a Praça Syntagma e o antigo estádio onde aconteciam os jogos olímpicos. Não entramos nem no parlamento nem no estádio (dá para ver ele todinho por fora), por recomendação de pessoas que já tinham visitado, pois vale mais observar a arquitetura. Dar a volta no parque, nas ruas do entorno e ver os prédios é um passeio bem interessante!

Parlamento antigo de Atenas
Parlamento antigo de Atenas

Indo mais ao norte, onde não tem metrô perto, está o Monte Lycabettus, onde as pessoas vão tomar café gelado e apreciar a vista. É o ponto mais alto da cidade, com a melhor vista panorâmica! Fomos numa tarde e subimos num bondinho que passa por dentro da rocha do monte. O ingresso é caro (7 euros por pessoa para subir e descer) e o trajeto sem graça por não ter vista. Então para subir recomendo que pegue um Uber após visitar algum desses pontos que acabei de mencionar. Faça também a viagem de volta de Uber. Os taxistas só pegam passageiros para a volta mediante pagamento de valores que são o dobro do custo do taxímetro!

Os famosos cafés gelados
Os famosos cafés gelados servidos no ponto mais alto de Atenas

Outras atrações

Para comprar suvenirs, o melhor ponto – e o mais turístico – é a região da Monastiraki. Diversas lojinhas se estendem pelas ruas. Não é baratinho, em Corfu as coisas estavam mais baratas. Os preços também variam muito. Então não deixe de andar rua a rua e pechinchar! Conseguimos reduções de até 50% para pagamento em dinheiro. Para compra em lojas comuns, na região da Praça Syntagma, na rua Ermou, existe uma rua cheia de marcas conhecidas na Europa toda.

Ruas charmosas de Atenas
Ruas charmosas de Atenas

Passear pelos bairros antigos e se perder nas ruazinhas foi uma das nossas principais diversões na cidade! Neles encontramos ótimos bares e restaurantes, além de lojas de artesanato, joias e souvenirs. Entre eles destaco os bairros Plaka, Anafiotika, Psiri e Kolonaki. Todos estão revitalizados!

Nos últimos anos, a Grécia começou a se recuperar da crise e as áreas dos bairros que mencionei são o símbolo desse novo momento! As casas foram pintadas, os locais ganharam vida e essas ruas vivem uma deliciosa efervescência de boemia, arte e gastronomia! Esse fenômeno é semelhante ao que ocorreu em Berlim nos anos 2000 e ao que Lisboa viveu recentemente. Diversos artistas e um público mais descolado e aberto está se mudando para Atenas, o que, somado ao momento econômico, trouxe impactos sentidos em cada uma das ruelas.

Mais ruas lindas de Atenas
Mais ruas lindas de Atenas

Nesses pedaços foram também criados ótimos rooftops com vista para a Acrópolis. Por sinal, a melhor sensação que tive na Grécia foi a de sentar em rooftops à noite e ficar observando esse belo monumento todo iluminado! Era como uma miragem, uma visão de algo tão belo e distante do meu dia a dia, do meu mundo. Às vezes eu me sentia num cenário de filme. Era difícil acreditar que aquela visão fosse realidade.

Jantamos e tomamos drinks em alguns rooftops. Podemos mencionar o nome de alguns deles para você programar uma visita: Bios Terrace, Modern, A for Athens, Hydra e Couler Locale (o bar que mais gostei). O público deles é bem descolado e os drinks são bons. Não deixe de ir!

A vista do rooftop do Museu Acrópolis
A vista do rooftop do Museu Acrópolis

O Museu Acrópolis também tem um belo rooftop com um restaurante e bar. A comida é boa, mas não tem nada de diferente. O destaque é para a melhor vista em rooftop mesmo. Mas não vá só aos rooftops! Essas regiões tem também ótimos restaurantes. Perca-se e descubra-se na gastronomia grega!

Ainda no quesito comida e bebida, o Mercado Municipal não vale muito à pena, pois os preços são caros e fica numa região mais afastada do centro, num local nada bonito que me lembrou a região da 25 de Março de São Paulo e com um ar de perigo de assalto.

Um pouco mais dos bares e ruas
Um pouco mais dos bares e ruas

Custo

Se você comprar os combos das atrações e de metrô, os seus dias vão se tornar bem mais em conta, pois gastará cerca de 60 euros em passeios e deslocamentos. Esse valor poderá aumentar bastante se usar táxi (o taxímetro lá gira bem rapidinho!) e se pagar ingressos separadamente.

Comer não é caro perto dos custos dos principais destinos europeus. Um prato num bom restaurante sairá entre 10 e 20 euros dependendo do ingrediente. Os kebabis, mussakas e vegetais recheados são mais em conta. Os pratos de frutos do mar têm um preço intermediário. Já carnes saem mais caro.

Pratos tradicionais com um toque especial
Pratos tradicionais com um toque especial

O que vai encarecer a alimentação é a bebida. Água é muito barato, uma garrafinha na rua ou num supermercado sairá 0,50. Mas a cerveja artesanal (4 a 7 euros) ou o vinho (4 a 10 euros a taça) são bem mais salgados que nos demais países da Europa. Um café gelado, típico da região, custará entre 3 e 6 euros. Já o drink vai de 7 a 10 euros.

Só tome cuidado na hora de pagar a conta, pois na Grécia não existe a prática de cobrar gorjeta na conta. Normalmente, eles dão 1 euro para o garçom. Nós fomos surpreendidos por um único restaurante que nos perguntou se queríamos incluir um porcentual no pagamento do cartão de crédito, mas como sabíamos que isso não era prática local não fizemos.

O uso de ovas é muito comum nos restaurantes locais
O uso de ovas é muito comum nos restaurantes locais

 

Uma viagem diferente

A Grécia, junto com a Rússia, significou uma viagem a uma história, cultura e arquitetura diferente da que cresci vendo no Brasil e que pude visitar com tranquilidade, facilidade e segurança. Diferente dos perrengues que passei no Marrocos e na Índia, tudo foi impecável. É por isso que de todos os meus textos no Ultrapassando Fronteiras, esse talvez seja o que eu mais foquei nas dicas e explicações e menos abordei as sensações que tive ao viver a cidade. Quero que as pessoas tomem coragem e desvendem esse local, com suas próprias pernas, sem excursões e sem receios. Quero que meus leitores construam os próprios caminhos e se percam e se encontrem nessas ruas.

Antigo estádio dos jogos olímpicos, em Atenas
Antigo estádio dos jogos olímpicos em Atenas

Dessa viagem, Atenas foi o maior símbolo da realização de um sonho que meus olhos desejavam alcançar. Ainda estou o digerindo. Ainda não sei se foi real. Olho para as fotos e a vontade que me dá é de ver novamente, ao vivo, em relevo, a Acrópolis iluminada a noite e eu sentada num rooftop só observando aquela imagem. Que cenário incrível os gregos têm!

Sabe aqueles clichês que não podemos deixar de dizer? A companhia também fez toda a diferença. Eu estava com o homem que amo e que se dispôs a também se perder naquelas ruas, beber dos momentos e caminhar longas horas por vários museus. Um grande brinde para a felicidade que é viajar para o lugar e com a companhia certa!

Entre amigos, à luz da Acrópolis, no rooftop Couleur Locale
Entre amigos, à luz da Acrópolis, no rooftop Couleur Locale

Continue acompanhando os textos sobre a Grécia que ainda tem mais! Fizemos uma cobertura especial só sobre gastronomia grega! Confira! Também não deixe de ler sobre o panorama que demos sobre a Grécia e a cobertura sobre Corfu! E continue acompanhando que aqui no blog Ultrapassando Fronteiras tem novidade toda semana! Todos os dias tem alguma foto e dica lá no nosso Insta!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s