Uma escapada de Paris: Château de Chantilly

Quer visitar algum castelo além de Versailles ou Fontainebleau, mas não tem tempo de ir ao Loire? Ou quer fazer um bate e volta saindo de Paris? Chantilly é uma excelente pedida! Rende um dia muito agradável! Lá você encontrará um belo castelo, museus e um jardim incrível!

IMG_1702
O castelo visto logo da entrada

Uma das características mais interessantes do Château de Chantilly é o fato de estar super conservado e com a decoração original. Como muitos castelos foram saqueados ou não passaram por restauro, são raros aqueles que trazem mobílias e obras de arte como esse.

Além de conhecer o Petit Palais e o Grand Palais, é possível visitar o Musée Condé. Lá está a coleção dos antigos proprietários do local que, como não tinham herdeiros, doaram tudo, inclusive o prédio, ao Institute de France, administrador atual dessa atração. Um dos locais que mais gostei foi a biblioteca, repleta de livros manuscritos medievais.

IMG_1791
Um dos manuscritos do Musée Condé

Se tiver oportunidade de programar a visita, agende com antecedência a visita aos apartamentos. Lá só é possível ingressar com um guia. Como fui na baixa temporada e tinha lugar disponível, tive a sorte de conseguir entrar com um grupo. Foi bem interessante!

Os jardins são enormes e podem ser considerados um capítulo a parte! Se quiser, pode alugar um carrinho. Se estiver no pique – eu sempre me empolgo para essas caminhadas -, aproveite para andar por lá e curtir uma tarde ou manhã de sol.

IMG_1718
A bela arquitetura abraça os jardins e lagos artificiais

Uma outra atração é o Museu Vivo do Cavalo, sobre a arte equestre. Lá é possível ver pôneis e cavalos em treinamento. O mesmo ingresso para entrar no castelo e jardins dá acesso a esse museu. Uma informação para quem curte cavalos: nesse local costumam acontecer shows equestres.

Você está se perguntando sobre a relação do nome do creme com o desse lugar? Sim! Essa delícia foi batizada por um cozinheiro que trabalhou para um proprietário do castelo. Hoje é uma iguaria da região! O sabor e a textura do prato original são diferentes da que conhecemos no Brasil, por isso, não deixe de aproveitar o passeio para pedir uma sobremesa em um dos dois restaurantes do castelo.

IMG_1709
Chantilly também é todo adornado por esculturas

Uma outra curiosidade é que foi neste castelo que o Ronaldinho casou com a Daniela Cicarelli. Na época, foi um dos casamentos mais comentados no Brasil!

Chantilly está pertinho de Paris, a aproximadamente 40 km. É possível ir de carro e também de trem, como fiz. Para acessar de transporte público existem duas possibilidades. Uma é pegar a linha D do RER e outra um TER, um trem regional. Os dois vão até a estação Chantily-Gouvieux. De lá é só andar, como foi o meu caso, ou pegar um táxi ou um ônibus. A caminhada é bem tranquila, viu? Dá uns 2 km. E o trajeto, além de gostoso e arborizado, é totalmente sinalizado.

IMG_1835
Chantilly é mesmo apaixonante de todos os ângulos!

O Domaine de Chantilly (nome de todo o complexo), de 2 de novembro a 23 de março, fica aberto das 10h30 às 17h. Não fecha em feriados, o que é muito bom como alternativa de visita nessas datas em que é difícil encontrar alguma atração aberta. O castelo só fecha no mês de janeiro e, de 24 de março a 29 de novembro, abre por mais tempo: das 10h às 18h.

O custo do ingresso para todas as atrações, válido por um ano, é de 17 euros para adultos ou 10 para menores e estudantes. A visita somente das áreas externas, incluindo jardins, é de 8 euros para adultos e 5 para crianças. Ingressos familiares (para dois adultos e duas crianças) saem 44 euros. O trenzinho para passear no jardim custa 5 e o tíquete com valor reduzido 3. Já o carrinho de golfe sai 32 euros por hora.

Se quiser fazer outras pequenas viagens saindo de Paris ou visitar outros castelos, não deixe de ler sobre Versalhes, Vincennes, Rambouilletos jardins de Monet em Giverny e Rouen. Fique de olho que sempre tem novidade por aqui!