Frankfurt am Main, um hub da Alemanha

Frankfurt am Main é um grande hub da Europa. Por lá passam diversos aviões e trens e é onde está o maior aeroporto da Alemanha. Eu mesmo já tinha estado diversas vezes por lá para fazer conexão de avião e também dormido uma noite para viajar a outras regiões, mas nunca ficado mais de 12 horas na cidade.

Frankfurt
Visão do Rio Main (Meno)

Como estou a três horas de trem de Frankfurt, pensei: por quê não conhecer melhor? Um grande centro de negócios da Alemanha há séculos, ela tem sim suas atrações. Não é daqueles destinos como Amsterdã, Londres e Paris em que você pode ficar semanas e ainda não conhecer tudo. Dois dias bastam para ver toda Frankfurt. E por que não?

Só não recomendo que vá em feriados. Tudo na cidade fecha, inclusive restaurantes e atrações como a casa do Goethe. Como fomos na Páscoa, ficamos um pouco limitados em alguns dias.

Frankfurt foi bem devastada pela II Guerra Mundial, por isso, são poucos os rastros medievais. Você os encontrará na Römerberg, uma praça do Centro Antigo, mas cabe destacar que muitos prédios de lá não são originais, foram reconstruídos.

Frankfurt
Detalhes do Centro Antigo

A cidade é cortada pelo do rio Main. De um lado, com excelentes museus, ótimo para quem aprecia arte. Do lado esquerdo, prédios de grandes corporações e empresas do mercado financeiro, motivo de ser apelidada como Mainhattan.

Frankurt
Visão do Rio Main em Frankfurt. Arranha céus dão apelido de Mainhattan à cidade.

Um dos prédios mais famosos é o do Banco Central Europeu, com seu famoso símbolo do Euro. Falando em mercado financeiro, um local histórico e muito importante para o setor é a Bolsa, fundada no século XVI. Entre as atrações principais está também a Ópera e a casa onde viveu Goethe. O local de onde se pode ver toda a cidade é a Main Tower, uma torre em que é possível subir e ter uma visão 360 de Frankfurt.

Ligando um lado e o outro do rio estão duas pontes famosas. Uma a dos cadeados, Eiserner Steg, e a Holbeinsteg, que fica em frente ao museu Städel. Aliás, o que mais vale na cidade, na minha opinião, é visitar o lado esquerdo dos museus.

De lá você pode ir ao famoso Städel, de Arte Moderna, ou no Kunstmuseum, que tem um enorme acervo de diversos períodos da história da arte. Também vai encontrar no lado esquerdo quiosques na beira do rio para parar e beber vinho ou cerveja.

Frankfurt
A famosa ponte dos cadeados

O lugar que não pode deixar de ser visitado é o mercado Kleinmarkthalle, situado na área central. Especialidades regionais, bar de vinhos no último andar e barracas de salsichas. Lá tem diversas opções! A Frau Schreiber é a super famosa barraca de salsichas de uma senhora. Dizem que até a Angela Merkel já foi provar as famosas salsichas com mostarda!

Caso não queira comer lá, nas ruas de trás e laterais você encontra bons restaurantes. Do lado de fora, a Hassen Shop traz geleias, embutidos, entre outras iguarias alemãs e é um bom local para comprar presentinhos de viagem.

My Zeil, galeria ultramoderna situada na principal rua de compras da cidade. Só a arquitetura dela já vale o passeio.
My Zeil, galeria ultramoderna situada na principal rua de compras da cidade. Só a arquitetura dela já vale o passeio.

O bairro mais famoso Sachsenhausen, onde estão lojas mais moderninhas, bares e restaurantes, todos em casa antigas, o que dá um charme à região. O típico dali é o Apfelwein, um vinho de maçã horroroso que parece uma cidra aguada e com pouco gás. Tem que experimentar por ser uma das coisas mais típicas, mas não crie expectativas! O bairro também não é tão agitado como imaginamos ser, por isso, não vá muito tarde. As cozinhas fecham por volta das 23h. Chegue para jantar até às 21, assim consegue comer pratos típicos, beber e conversar com calma.

Eu não tive oportunidade de fazer compras porque era feriado e todas as lojas estavam fechadas. Mas lá tem bastante opção e as vitrines são convidativas, principalmente as de decoração e vestuário. Tem bastante loja descolada, com muitos itens bem diferentes e repleto de design que o país da Bauhaus adora!

Se tiver mais tempo ou estiver programando viajar pela Alemanha, terá o melhor de Frankfurt. Como a cidade é um hub e a hospedagem (desde que reservada com antecedência) não é absurdamente cara, é um ótimo local para estabelecer base para viajar a outras cidades ou para fazer a rota romântica. Nós ficamos hospedados lá com esse objetivo.

Primeiro conhecemos a cidade e depois fizemos um trecho da rota romântica de carro pelas famosas Autobahns. Se não estiver de carro, sem problemas! A Estação Central tem trens para diversos destinos!

Pelo custo-benefício, nos hospedamos No Mercure City Messe, ao lado da Estação Central. Eu e a minha amiga pudemos chegar de trem, meu namorado pôde ir fácil do aeroporto para lá e a locadora de carros era dentro da estação. De lá é também foi fácil nos deslocarmos a pé, de metrô ou tram e de automóvel aos pontos turísticos e outras cidades. Mas cuidado! Não muito longe está o pedaço da prostituição, por isso, dizer que é importante estar atento ao andar à noite. Digo

Confira o post sobre a visita que fizemos a Heidelberg e a Rüdesheim am Rhein! Fomos para as duas cidades saindo de carro de Frankfurt e conhecemos as duas em um único dia!